PROMOÇÃO DE NATAL

Imagem

promocao-de-natal

Anúncios

ALMA DE GATO – AUDIOVISUAL

Padrão

alma-de-gato-gif

EU TÔOOOOOOOOOO FELIZ! Q.

Desculpem primeiramente pelo linguajá rabugento que tô usando. Mais é que agora to mais despojado da vida kkk Brincadeira! Bom pessoal, eu estou muito feliz como já disse. Pois há uns dias atrás realizei mais um sonho da minha vida! Montei minha propria produtora. Bem inusitado o nome né? KKK eu amei! A arte foi eu também que fiz, super trabalhoso esse Tangram! Vou tatuar ele no braço, o que acham? Vai ficar fod* né? OPS! Desculpem kkkk vai ficar legal né? Também acho! Mas enfim, vou deixar o link da produtora do Facebook aqui e vocês CLIQUEM AQUI.

Espero que gooooooostem!

Amo vocês!

Scream não é uma série de…

Padrão

Existe um exercício diário muito difícil de se fazer na vida: antes de começar qualquer coisa – tarefas cotidianas como levantar da cama e tomar café ou grandes eventos como sua formatura ou escolher uma série para assistir – você deve pensar, pausada e mentalmente: “Devo. Baixar. Minhas. Expectativas”. As coisas ficam bem mais fáceis assim!

Digo isso porque quando decidi assistir o piloto de Scream, série da MTV, olhei para a prateleira onde guardo os DVDs (sim) da sequência de filmes homônimos (mais lembrados como Pânico no Brasil) e soltei um longo suspiro. Em tempos de reboots e remakes, sempre dá aquele medinho – o que os criadores vão inventar para angariar novos públicos (o primeiro Scream é de 1996!) e conquistar os inveterados fãs dos filmes? Com notícias desanimadoras – nem a máscara original de Ghostface foi confirmada –  eu, mental e pausadamente, repeti: “Vou. Baixar. Minhas. Expectativas”.

Funcionou! Foi assim que esta promo muito me agradou:

Pra quem não sabe, o filme original acompanhava os eventos em torno da vida de Sidney Prescott, perseguida pelo passado da mãe e por assassinos fantasiados para o Halloween dos anos 90. No meio disso tudo, tinha a Drew Barrymore morrendo, a pipoca estourando no fogão (clássico) e aquela ironia com os filmes de terror sobre serial-killers – tipo Jason Vorhees de Sexta Feira 13. Tudo isso tornou o filme em um hit para sua época. As três sequências de Scream, o filme, não mantiveram todo o brilho do primeiro – mesmo sendo divertidas. Será que a série ia conseguir pelo menos apelar para sustinhos e, minimamente, me fazer rir?

Esperando pelo menos encontrar um misto de Pretty Little Liars com Teen Wolf, fui assistir ao piloto de Scream – e conto abaixo o que achei pra saber se devemos entrar nessa ou não.

download

Scream é uma silly mess. A primeira morte é tão banal quanto a personagem descartada pelo Ghostface – e eu sinceramente não teria problema em assistir correrias como aquela. Quando a garota em fuga (e digitadora mais rápida do mundo) pega o celular e diz “Call 911” e o celular responde “Calling Pottery Barn”, eu já ri alto – um bom sinal. Se você gosta de terror, sabe que há diversão em ver adolescentes – principalmente a bitch unidimensional e nada complexa – correndo por aí e fugindo do esfaqueador. E, quando a inventividade dos criadores é conscientemente rala, é super válido que eles pelo menos riam de si mesmos.

Apesar de achar que as cenas têm finais estranhamente abruptos e que a definição de suspense para a direção é apenas som de um violino cada vez mais alto, o piloto de Scream agrada quando pega o melhor do filme que o originou: os adolescentes estereotipados (e não fomos todos?) no pátio da escola apenas sendo, as festas com bebida, os estranhos namorados da protagonista… Está tudo lá – até a cena na garagem com a loira exclamando “hello?” para o vazio. No entanto, a série é corajosa em não criar suspense e já mostrar a máscara do assassino logo antes da abertura.

ghostface

A série elege duas protagonistas entre uma sorte de jovens brancos: de um lado, Emma, a bela popular-do-bem, filha de uma médica legista que, há 20 anos, foi a obsessão de um assassino que ninguém sabe se morreu ou não; e Audrey, a outsider da escola, que é exposta no Youtube porque a filmaram beijando outra garota (e a série acerta quando admite que o problema está na invasão de privacidade e, ainda, coloca duas garotas como protagonistas; ou seja, #vencemos). Emma e Audrey eram melhores amigas e, sabe-se lá o motivo, não se falam mais. Haha, eu sei! Bom, em algum episódio ( Que eu não vou dizer qual seja, para os ansiosos de plantão não adiantar) Audrey, na verdade foi quem trouxe Papper de volta a cidade por que queria se vingar de Emma, pois Audrey gostava dela quando era melhores amigas. Mas por que Audrey gostava da Emma e decidiu chamar  a Papper para se vingar dela? Por que? EU SEI, mais nao vou falaaar!  Aparentemente, serão guia de todas as relações na série. No entanto, senti mesmo a falta de personagens negros – e, pensando que a sequência de abertura de Scream 2 ri justamente do fato de nunca haver negros em filmes do gênero, bem que a série poderia ter trabalhado a questão (logo, #perdemos).

scream-audrey-emma            Emma e Audrey

Mas o personagem mais legal, que pautou todo o episódio, é Noah, aquele geek conhecedor de todas as tropes dos filmes de terror… Não! Ele é conhecedor de todas as séries de terror (claro!). Na cena em que os personagens discutem as referências – “ninguém quer ler um livro de terror, mas não se importa em assistir de The Walking Dead” e “o terror está todo o lugar da televisão: American Horror Story, Bates Motel, Hannibal…” – ela ri do próprio gênero exatamente como o filme fez. Entende? Quando Noah diz, numa série sobre um psicopata, que uma série sobre um psicopata jamais iria funcionar… Você sabe que alguém não está se levando a sério, e isso é maravilhoso.

Tolinha e engraçada, Scream segue a fórmula à risca e faz de todos os seus personagens suspeitos – sabe que uma das graças, para o espectador, é descobrir quem é o assassino. Explicando suas regras – todos têm segredos, todo mundo mente e o Ghostface só consegue matar uma pessoa por episód… por vez – o veredicto final é: gostou dos filmes, quer diversão despretensiosa e não tem grandes expectativas, vá fundo em Scream. Quem nao tem conta na Netflix, vou deixar o link de um site do adoro cinema e vocês poderão assistir alguns episódios.

http://www.adorocinema.com/series/serie-11170/

PS: neste piloto, o telefone tocou e ninguém nunca perguntou: qual sua série de terror favorita? Aguardemos.

[Crédito das imagens: Reprodução/Divulgação MTV]

Recife vira palco da nova minissérie ‘Justiça’ da rede globo.

Padrão

A Minha Cidade Recife será palco para a próxima minissérie da Globo, Justiça. A obra, escrita por Manuela Dias e tem a direção artística de José Luiz Villamarim, contará quatro histórias diferentes que se interligam em determinados momentos, sendo cada dia da semana dedicado a uma delas – exceto às quartas-feiras, quando a série não é exibida (por que vai passar o campeonato brasileiro).

A protagonista de segunda-feira pode ser uma coadjuvante na terça, uma figurante na quinta e ter uma aparição relâmpago na sexta. A trama não trata de leis ou processos jurídicos, mas sim do conceito de justo sob o ponto de vista ético e moral. Perdão, vingança e arrependimento são alguns dos assuntos em pauta. Em todas as histórias, um personagem comete algum crime e fica preso durante sete anos. A minissérie mostra, também, como essas pessoas reconstroem suas vidas após saírem da prisão.

As imagens foram gravadas em  várias cidades, dentre essas como já diz o titulo do postagem Recife vai dar “vida” à Amigas inseparáveis. 

rose-debora-ea

(Foto: Estevam Avellar / Globo)

Rose (Jéssica Ellen) é a filha da empregada da casa de Débora (Luisa Arraes), sua amiga desde sempre, e a distinção de cor ou classe social nunca existiu na relação das duas. Quando eram mais jovens, adoravam uma diversão e, em um luau de comemoração de aniversário de Rose, elas compram drogas no quiosque de Celso (Vladimir Brichta) para serem consumidas também pelos amigos.

O problema é que uma batida policial as surpreende no meio da balada. Apenas Rose é revistada por Douglas. Enquanto ela vai presa, Débora passa impune, já que não tem coragem de dividir a culpa. Após sete anos atrás das grades, Rose resolve reencontrar a amiga sem cobrar nada, e descobre que ela se tornou uma mulher fragilizada após sofrer um estupro. Juntas, elas decidem encontrar o criminoso.

Justiça é uma minissérie de 20 capítulos escrita por Manuela Dias, com a colaboração de Mariana Mesquita, Lucas Paraizo e Roberto Vitorino. A direção artística é de José Luiz Villamarim, e a direção é de Luisa Lima, Walter Carvalho e Isabella Teixeira. A estréia será na próxima segunda-feira (22) logo após velho chico. Lembrando tá gente, nas quartas feiras não irá ter exibição da minissérie por que terá jogo.

NEM SEMPRE DEVEMOS NOS COMPORTAR COMO SE NÃO PRECISÁSSEMOS DE ALGUÉM

Padrão

Você precisa parar de achar que o outro precisa tomar a iniciativa de tudo. Se você pensa assim certamente nenhum relacionamento que você pretenda ter  dará certo.

Nem sempre quando alguém deixa de te ligar no dia seguinte significa que não há interesse. Talvez ela esteja fazendo o mesmo jogo que você. Aquele jogo sem sentido de fingir não se importar para demonstrar superioridade. Como se isso fosse algo bacana de se fazer com alguém que gosta e que rolou química.

Parece que algumas pessoas possuem o prazer de destruir algo que ainda nem começou por algum tipo de orgulho idiota. Ou por serem babacas sem nenhum motivo. Ou, existem aquelas pessoas que já se decepcionaram tanto se entregando muito rápido e acreditam que isso as farão melhores, fortes e incapazes de serem decepcionadas. Se você pensa dessa forma é fato que não é uma pessoa preparada para ter um relacionamento.

Nem sempre devemos nos comportar como se não precisássemos de alguém. É claro que é possível sim ser feliz sozinho, mas isso não te impede de ser capaz de construir algo a dois, pelo contrário, isso te torna alguém não só capaz, mas pronta para se envolver com alguém que queira o mesmo que você. Até porque, para ser feliz ao lado de alguém, antes você precisa estar feliz com você mesmo, caso contrário, uma coisa anula a outra.

É triste saber que vivemos em uma era em que o outro é quem deve se importar. É o outro quem deve ligar. O outro quem deve se desculpar, e se há brigas, cria-se competições para ver quem vai demorar mais a ignorar o outro. Como se namoro fosse um jogo, uma brincadeira infinita de sentimentos, e olha, se você pensa assim vai se dar muito mal.

Pare de viver com o nariz em pé o tempo todo acreditando que tudo e todos devem estar na palma da sua mão, como se você fosse o centro do mundo e as pessoas girassem em torno de você. Isso é muito mesquinho e idiota e só vai te levar as ruínas.

Então, quando conhecer alguém, permita-se se envolver. Permita-se ser feliz sem se preocupar se haverá decepção ou não, isso tudo é consequência e todos estão fadados a isso em alguma parte da vida. E entenda de uma vez por todas: você deve ser inteiro e verdadeiro sempre, porque ninguém merece a metade de alguém. Mas se você sentir que não é recíproco manda ir catar coquinho, porque da mesma forma que esse apareceu outras pessoas também aparecerão e uma hora, ah, uma hora pode ter certeza que vai dar certo, e você não vai precisar sustentar esses joguinhos sem sentido para sentir isso.

Publicado em 10 de julho de 2016

LINK: https://pequenoromeu.wordpress.com/2016/07/10/nem-sempre-devemos-nos-comportar-como-se-nao-precisassemos-de-alguem/

 

Sobre minha Playlist.

Padrão

OPAAAAAAAAAAAAAA!

Depois de um bom tempo sem publicar nada, fazer nenhum vídeo… Olha eu de volta! Bom hoje venho compartilhar com vocês a minha playlist. Já vou logo avisando que sou daqueles tipos de pessoa que curta bastante musicas calma e tal. Quem espera que eu goste de alguma musica “barulhenta” está enganado!!! Detesto. Meio estranho né? Até por que sou meio/totalmente “avorossado“.. Mas vamos lá! Vou compartilhar 3 cantores maravilhosos e 2 musica de cada um. Simbora!

1 – TIAGO IORC:

Com a música Forasteiro e  Mil razões.

 

2 – CICERO ROSA LINS:

Com a musica Vagalumes Cegos e Ponto Cego.

 

3 – TULIPA RUIZ:

Com a música Só sei dançar com você e dia a dia, lado a lado.

 

Espero que vocês gostem! Eles são tops! Curtam.